7 lições de culinária que aprendi com a minha mãe

Quem me conhece sabe a profunda admiração que tenho pela minha mãe, uma mulher forte que me ensina, apóia e inspira diariamente, e claro, me dá várias lições de culinária.

Muito do que sou hoje devo à ela, que sempre está aqui quando preciso, e claro, que ela também é minha maior inspiração para cozinhar. Seja fritando um ovo ou fazendo um crème brulée, sempre que estou na cozinha me pego pensando: “como minha mãe faria isso?”

E sempre que sigo esse instinto, tudo dá certo e fica saboroso.

E nada melhor do que homenageá-la hoje, mostrando para vocês um pouco do que ela já me ensinou:

1. Não tenha medo de temperar, mas cuidado com o sal: Além de sal em excesso fazer mal para a saúde, ainda pode estragar terrivelmente um prato, por outro lado, temperar com coisas que você gosta, dificilmente estraga alguma coisa. Sempre tenha cuidado, mas não tenha medo.

2. Tenha paciência: o pão precisa de tempo para crescer, a carne de tempo para assar e assim, cada coisa, no seu tempo vai tomando forma e ficando pronta. Não tente apressar as coisas. Sempre lembro desta lição quando preciso caramelizar cebola.

3. A estética não é mais importante do que o sabor: Antes uma comida “feia” e saborosa do que o contrário, portanto, não valorize demais a forma a ponto de esquecer do sabor.

4. Quem faz uma boa comida é o cozinheiro: Todos os objetos que ajudam na cozinha são incríveis, mas ter um jogo com 10 tipos diferentes de faca não vai fazer de você um bom cozinheiro. Minha mãe faz milagres com meia dúzia de panelas.

5. Comida simples é a melhor do mundo: Adoro comida “gourmet”, mas tem dias que nada é mais gostoso do que um bom arroz e feijão fresquinho com um bife e batatinhas fritas. A máxima “menos é mais” também vale na cozinha.

Ovo frito

6. Não desperdice comida: Com um pouco de criatividade, qualquer sobrinha pode ganhar vida e se tornar algo gostoso. Quem nunca comeu um mexidão de mãe que atire a primeira pedra!

7. Cozinhar é uma forma de dar amor: Qualquer pessoa que chega na casa da minha mãe ouve as frases: “Já almoçou/jantou? Quer comer alguma coisa?”
E essa é uma das formas que ela tem de dar amor. Hoje, entendo completamente isso. Cozinhar pra quem a gente ama nos dá uma sensação de “cuidar” que é impagável.

A todas as mães  – seja solteira, casada, mãe-avó, mãe-tia, mãe-amiga, mãe-pai, mãe de gato e mãe de cachorro – um ótimo dia! <3

E você? Conte aqui nos comentário suas lições de cozinha mais marcantes!

Lições de culinária - Mãe é o super herói número 1

 

One thought on “7 lições de culinária que aprendi com a minha mãe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *